..

..

sábado, 27 de agosto de 2011

Desencanto



Novamente a corda do arco foi estirada e este guerreiro,
por vezes temido, por vezes sonhado,
quis me escolher como mira para sua espectral flecha.
Ao ver-te em minha frente
recordei o  desencanto,
as tristes lembranças, as perdidas batalhas,
as sofridas derrotas, as sonhadas vitórias.
Encantei-me com a beleza de suas formas,
mas lembrei-me que possues unhas pontiagudas
que cravam na alma e  cortam a carne.
Envolver minha vida, de novo em tuas garras?
Não agora, não mais!
Vai-te embora, eu já te conheço,
eu não mereço tão pouco.
Entendeu?
Tão pouco!
Você!

Idenilse Aparecida
.

4 comentários:

  1. Já estou seguindo seu blog pelo Google friend conect, tem um belo conteúdo, convido a conhecer meu blog: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/ e também seguir-me pelo Google friend. Abraço

    ResponderExcluir
  2. Amiga, saiba que todos nós sempre merecemos o melhor, mas é preciso lutar por ele...
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá Idenilce! Bela poesia você tem talento! As vezes não é tão fácil dizer adeus, não é mesmo!
    Um abraço, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  4. Passando para deixar um beijinho, querida amiga!!
    Uma grande tarde para si.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...